Make your own free website on Tripod.com

Na estrada de Damasco O homem caminhava pela estrada de Damasco. Lembrava seu amor perdido, e sua alma estava em prantos. "Pobre do ser humano que conhece o amor", pensava. " Jamais será feliz, com o medo de perder a quem ama". Neste momento, escutou um rouxinol cantando. - Por que você age assim? - disse o homem ao rouxinol. - Não vê que minha amada, que gostava tanto de seu canto, já não está mais aqui ao meu lado? - Canto porque estou contente - respondeu o rouxinol. - Você nunca perdeu alguém? - insistiu o homem. - Muitas vezes - respondeu o rouxinol. - Mas meu amor continuou o mesmo. E o homem sentiu mais esperança em seu caminho. Paulo Coelho